quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Para repensar sobre nossa prática de ensino.

video

Vamos pensar um pouco?


O que você acha mais fácil de aprender, a língua inglesa ou a língua materna no que tange a língua escrita?

O Uso da Língua Materna(LM)e da Língua Estrangeira(LE) na Sala de Aula.



"Comumente, o professor não fala, pouco lê, não escreve e nem entende a LE de sua habilitação quando em uso comunicativo. O que mal e mal pode fazer é estudar um ‘ponto’ e passá-lo, ainda que deformado pela simplificação, aos seus alunos". (Almeida Filho 1992:77).

PAPA,Solange Barros Ibarra.O Uso da Língua Materna(LM) e da Língua Estrangeira(LI) na Sala de Aula.Disponível em:> http://www.ufmt.br/revista/arquiv/o_uso_da_lingua_materna.html>.Acesso em 30 de julho de 2009.

O QUE VOCÊ PENSA .........?

QUAL O PAPEL DA LÍNGUA MATERNA NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA?

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Aos professores......

video

A importância do uso da Literatura de Lingua Inglesa nas aulas de LI.


A partir da percepção de que a Língua Inglesa tornou se obrigatória a ser ensinada pelas escolas, para que os alunos possam ser inseridos no processo de globalização mundial e sejam capazes de utilizar a Língua Inglesa para interagir neste meio, e também, devido a crescente necessidade da formação de seres críticos e reflexivos, aptos a interferir nas decisões da sociedade em que ele está inserido, o presente projeto foi desenvolvido, no sentido de estudar e apontar a importância do uso da Literatura Inglesa para o aprendizado de LI dos alunos do ensino fundamental da cidade de Alagoinhas-Bahia, bem como refletir de que forma o uso da Literatura Inglesa nas aulas de LI, aplicada a uma pedagogia crítica,contribui para a formação de cidadãos, refletindo a literatura Inglesa como uma ferramenta para a formação do pensamento crítico e como uma maneira de buscar no aluno o senso reflexivo a partir da leitura e análise das obras.


O conflitante encontro da língua materna com a língua inglesa



As discussões apresentadas pela autora no que tange a relação da língua materna com a língua inglesa deixa claro que a convivência entre as duas línguas é possível,todavia essa convivência pode causar alguns conflitos.
O conflitante encontro da língua materna com uma língua estrangeirCAVALLARI,Juliana Santana.O conflitante encontro da língua materna com a língua inglesa.Disponível em:.Acesso em 13 de Agosto de 2009.

O professor de Língua Inglesa e sua prática pedagógica


O presente trabalho analisa a formação do professor de Língua inglesa do município de Inhambupe. Essa é uma questão importante para a melhoria do ensino e a atuação do professor enquanto profissional. O objetivo principal dessa pesquisa foi refletir sobre a prática dos professores de língua inglesa e a formação continuada, pois é notória a ausência de conhecimento para lesionar a disciplina. Para melhor organização desse estudo, dividi em três capítulos. No primeiro capitulo apresenta o papel da educação na sociedade. No segundo discuto sobre o professor de inglês do município de Inhambupe e por fim abordo a importância de se aprender uma segunda língua na sociedade moderna. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso, realizada com quatro professores de inglês da zona urbana da rede municipal de ensino. O principal enfoque desse trabalho é dado à relação entre a formação do professor e a sua prática pedagógica.


Este trabalho esta sendo desenvolvido por Luciana Carvalho, como trabalho de conclusão de curso.

Ambiente Comunicativo: Um fator a mais para o processo de ensino –aprendizagem de Língua Inglesa.




O projeto tematizado como Abordagem Comunicativa e Ambiente Comunicativo para os processos de ensino e aprendizado do inglês em cursos de LI visa discutir as relações existentes entre os dois aspectos apresentados no tema, juntamente com outros assuntos secundários relacionados aos mesmos, como: comunicação, abordagem intercultural, métodos de ensino de LE ( os tidos como os comunicativos), competência lingüístico-comunicativa e tarefas comunicativas. O contexto a ser pesquisado será em um curso de LI que ensina língua inglesa para a comunicação oral de forma interativa e participativa. O trabalho abordará vários assuntos quais envolvem a LI, mas o assunto que será enfatizado é ambiente comunicativo e como a sua construção se realiza no ambiente pesquisado. O projeto se fundamentará em teóricos como Almeida Filho, Barbirato, Larsen-Freeman, Bordenav e entre outros.


Este trabalho esta sendo desenvolvido por Wilton Cardoso, como trabalho de conclusão de curso.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009


TEMA: Análise da obra Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice), da escritora inglesa Jane Austen, cujo foco é o preconceito social presente no romance.

O meu trabalho pretende discutir através do romance a discriminação social presente no mesmo, fazendo análises sobre as classes sociais apresentadas por Jane Austen no seu livro, e traçando caminhos para a sociedade atual, onde objetiva-se descrever a presença desse preconceito na construção da nossa sociedade e na vida cotidiana das pessoas, e como base tomar-se-á o carnaval de Salvador. A partir dos blocos e dos cantores que tocam e cantam, nos mesmos, para traçar um perfil das pessoas que participam dessa festa e que é tão conhecida no país inteiro e fora dele, ou seja, apresentar as classes das pessoas que fazem parte da ‘ maior festa popular de rua do mundo’. O presente trabalho tem o objetivo de analisar o preconceito social do romance, e assim verificar a presença do mesmo na sociedade baiana de Salvador. Por isso usar-se-á os principais conceitos de classe desde o Capital de Karl Marx até os teóricos que se opõem a ele. ESSA PESQUISA ESTÁ SENDO DESENVOLVIDA COMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO.VERÔNICA LEITE.

Reflexões Sobre o Ensino de Línguas materna e estrangeira no Brasil:aproximações.distanciamentos e contradições.


Campani nos apresenta um histórico das pesquisas voltadas para o ensino de LM e LI,e discorre que a maioria delas estão voltadas para o ensino de Língua Inglesa e que tanto a LM,quanto a LI utilizam o texto para ensinar a língua.Além de trazer comparações sobre o ensino de LI em instituições privadas e públicas,contextualizando assim o leitor sobre as principais pesquisas feitas, no que se refere ao ensino de LI e LM. CAMPANI,Daiana.Reflexões sobre ensino de línguas materna e estrangeira no Brasil :aproximações,distanciamento e contradições.Disponível em:< http://rle.ucpel.tche.br/php/edicoes/v9n2/08Campani.pd.fAcesso em 23 de Julho de 2009.

LÍNGUA MATERNA E LÍNGUA ESTRANGEIRA-UM GESTO DE LEITURA DO DIZER DOS ALUNOS.


Nesse artigo a outora aprsenta os diálogos de alguns alunos no que tange a aprendizagem de inglês e chega a conclusão de que a Língua Inglesa(LI) ora causa atração ora medo e que a Língua Materna (LM) é a língua de conforto e bem está,logo sempre sevirá de base para a aprendizagem de qualquer língua.

FLORES,Valéria Cristina de Lima.Língua Materna e Língua Estrangeira-Um Gesto de Leitura do Dizer de Alunos. Disponível em:<http://www.alb.com.br/anais16/sem06pdf/sm06ss05_06.pdf>.Acesso em 20 de Julho de 2009.

O QUE VOCÊ ACHA?


OS PROFESSORES USAM A LÍNGUA MATERNA COMO FUGA OU COMO MEIO DE MELHORAR O ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA?

Deixe o seu comentário...........

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Para saber mais:A fluência na Língua Materna e na Língua Inglesa.


O artigo aqui referido apresenta importantes contribuições no que concerne o ensino e aprendizagem de língua materna e língua inglesa com foco na oralidade.A discussão gira em torno do que é ter fluência e as diferenças fonéticas que as duas línguas apresentam,temática essa crucial para os professores que esnsinam tanto a LM quanto a LI além de trazer informações a respeito de como era e é o ensino de LM e LI tendo como ênfase a habilidade escrita.


Disponível em .Estudo contrastivo entre a fluência oral em língua portuguesa e língua inglesa.<http://www.univen.edu.br/revista/n008/ESTUDO%20CONTRASTIVO%20ENTRE%20A%20FLU%CANCIA%20ORAL%20EM%20L%CDNGUA%20PORTUGUESA%20E%20L%CDNGUA%20INGLESA.pdf> Acesso em 17 de Agosto de 2009.


CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS


Atualmente, o ato de contar histórias está sendo bastante abordado e enfatizado como sendo um adequado fator para a aprendizagem, principalmente na educação infantil.

Em um artigo intitulado por Contar Histórias: Professor – contador contribui para a aprendizagem dos alunos, discute a importância da contação de história em sala de aula de educação infantil, cujo principal objetivo é formar leitores. Neste artigo informa que o professor – contador de história deve ter a mesma destreza de Sherozade para contar e encantar os seus alunos - ouvintes, e usar e “abusar” da criatividade para que o ato de contação, ou seja, sempre divertido e estimulante, levando os alunos a aprenderem de forma dinâmica.

Quando o professor leva a arte da contação de história à sala de aula, ele possibilita que os alunos se interessem pelo conhecimento, se interajam com os outros, desenvolvam a oralidade e desenvolvam o gosto pela leitura.

No artigo há sugestões para o aprimoramento do educador neste aspecto de contar histórias e que o mesmo deve gostar e estar habituado com a história a ser contada. Finalmente apresentando dicas para a incrementação da contação de histórias em sala de aula, no qual o principal é o uso da criatividade, lendo as histórias com o livro e personificando as histórias a serem contadas.

PERES, Giani. Contar Histórias: Professor – Contador contribui para a aprendizagem dos alunos. In: Revista do Professor. Porto Alegre; Ano 25; N° 99; Págs. 10-12;Jul./Set. 2009.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Sobre o Cerébro Humano


Segundo a autora Elizabete Fracisca de Oliveira Pereira existe um único local que é o mesmo da língua materna no cerébro responsável pelo desenvolvimento de outras línguas,logo podemos concluir que a LM(Língua Materna) pode e deve ser usada como suporte no ensino de Língua Inglesa) já que para aprendermos outra língua sempre tomaremos como base nossa língua

materna,pois é a estrutura que está internalizada.


Disponível em: PEREIRA,Elizabete Francisca de Oliveira .O Papel da Língua Materna na Aquisição de Língua Estrangeira >http://www.revistas.ufg.br/index.php/interacao/article/viewPDFInterstitial/1601/1566

O PAPEL DA LÍNGUA MATERNA NA AQUISIÇÃO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA


Esse artigo apresenta uma discussão sobre o uso da Língua Materna como base para aquisição da
Língua Inglesa a partir de opinões convergentes e divergentes,mostrando dessa maneira as contribuições e desvantagens do uso da LM como suporte para LE.



Disponível em: PEREIRA,Elizabete Francisca de Oliveira. O Papel da Língua Materna na aquisição da Língua Estrangeira -http://www.revistas.ufg.br/index.php/interacao/article/view/1600/1565 acesso em:12 de Agosto de 200 9.


quinta-feira, 30 de julho de 2009

A PALAVRA CONVIVÊNCIA


A palavra vivência nos remete aos momentos agradáveis e desagradáveis

das nossas vidas,momentos estes que muitas vezes se eternizam nas lembranças,que nos fazem crescer e nos tornar as pessoas que somos.Cabe a nós pegarmos aquilo que nos é útil para que possamos evoluir sempre.Esse espaço nos possibilitará compartilhar experiências das nossas vivências como professores de Lígua Inglesa convivendo com a nossa Língua Materna em sala de aula.

O QUE SIGNIFICA CONVIVER?


Segundo o dicionário Aurélio coviver é viver em comum com outrem na itamidade,em familiaridade.E essa é a proposta desse blog mostrar que duas coisas distintas (LM e LI)podem conviver juntas, uma dando suporte a outra. Por isso viver é preciso e conviver é aceitar a alteridade...